Cuiabá MT, 16 de Janeiro de 2018 - São
 

Cidade
  Mato Grosso
  Brasil
  Sociaedade
  Curiosidade
  Polícia
  Política
  Justiça
  Variedades
  Esporte
  Coluna
  Opinião
  Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:
<
<
<
<
<
<
<

Parcerias
<
<
<
<
<
<
<
<
<

Denúncias
<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

<
<
<
<
<
<
<
<

  Antônio Joaquim assume a presidência do PTB para disputar o governo em 2018  
  22/10/2017 - 16:05  
 Conselheiro protocolou aposentadoria para retomar a política partidária 
folhamax

 O conselheiro do Tribunal de Contas do Estado (TCE-MT), Antônio Joaquim, que protocolou na manhã de quinta-feira (19) seu pedido de aposentadoria do cargo, confirmou que vai se filiar ao PTB e assumir a presidência do partido em Mato Grosso, já visando a disputa do governo do estado nas eleições de 2018. O anúncio foi feito durante entrevista coletiva na manhã desta sexta-feira (20), em Cuiabá. “Vou assumir a presidência do PTB”, anunciou.

Critico da administração do governador Pedro Taques (PSDB), ele anunciou no final do mês de agosto que iria deixar o TCE para retornar à politica partidária, abandonada quando assumiu o cargo no TCE em abril de 2000, indicado pelo então governador Dante de Oliveira. “O atual Governo é um fracasso ético e administrativo. Responsável pelo maior escândalo de corrupção na área da Educação do Estado. Secretário preso, agentes públicos presos, uma vergonha”, disparou.

Antônio Joaquim afirmou que pretende criar um grupo político para entrar na disputa, já que de acordo com ele, isso deixou de existir em Mato Grosso.  “O último grupo político no Estado era do Dante, mas não teve continuidade com a derrota do Antero em 2002. O Blairo ficou 8 anos, mas não participa de grupo político. O Silval foi um desastre. O governador Pedro Taques não construiu um grupo político e sairá menor do que entrou no Governo”, disparou.

Agora, Antônio Joaquim aguarda que o governador assine o ato de aposentadoria conjuntamente com o presidente do Tribunal de Contas e a posterior publicação no Diário Oficial do Estado.

Afastado de suas funções de conselheiro desde a deflagração da Operação Malebolge, da Polícia Federal em 15 de setembro, Antônio Joaquim foi alvo de busca e apreensão em sua residência e no seu gabinete no TCE. Outros quatro conselheiros também foram alvos da operação e são acusados pelo ex-governador Silval Barbosa (PMDB) de cobrarem R$ 53 milhões para não “atrapalharem” o andamento das obras do Programa MT Integrado e da Copa do Mundo.

A vaga de Antonio Joaquim será preenchida por um conselheiro substituto, aprovado em concurso público, que será escolhido pelo governador, a partir de uma lista tríplice.

Aos 61 anos de idade, Antônio Joaquim é formado em Administração de Empresas pela Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) em 1985. Foi eleito deputado estadual por duas legislaturas (1986 e 1990), deputado federal também por duas vezes (1994 e 1998), secretário de Educação (1999) e de Infra-estrutura (1996) durante o Governo Dante de Oliveira, além de conselheiro do TCE desde abril de 2000.



Fonte: folhamax



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 

Site Lucio Dia e Noiter já teve 847691 Acessos
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<
<