Cidade
 Mato Grosso
 Brasil
  Sociaedade
 Curiosidade
 Polícia
 Política
 Justiça
 Variedades
 Esporte
 Coluna
 Opinião
 Artigo

Newsletter
Nome:
<

Email:

Parcerias

Denúncias

  AL descarta pedido de transferência de deputado do CCC de Cuiabá  
  29/09/2017 - 21:32  
 Juiz garante que Gilmar Fabris será respeitado durante reclusão 
KAMILA ARRUDA Diário de Cuiab

 

 

A Assembleia Legislativa desistiu de pedir a transferência do deputado estadual Gilmar Fabris (PSD) do Centro de Custódia de Cuiabá. Isto porque, o juiz Geraldo Fidelis, responsável pela Vara de Execuções Penais da Capital, garantiu que todas as prerrogativas do parlamentar estão sendo respeitadas dentro da unidade prisional. 

 

 

O magistrado se reuniu com o presidente da Casa de Leis Eduardo Botelho (PSB), e o presidente da Comissão de Ética Parlamentar, deputado Leonardo Albuquerque (PSD) na última terça-feira (26) para tratar do assunto. No início da semana, os parlamentares da Comissão de Ética haviam cogitado a possibilidade de vir a pedir a transferência de Fabris, tendo em vista que receberam uma denúncia de que o parlamentar estaria sofrendo maus tratos, e recebendo tratamento mais rígido em relação aos demais detentos da unidade prisional. “Conversamos bastante, tiramos todas as dúvidas e entendemos que o local é o correto para a detenção”, pontuou o deputado Leonardo. 

Fabris foi preso acusado de estar obstruindo as investigações da Operação Malebolge, 14ª fase da Operação Ararath, deflagrada no último dia 14. Ana ocasião, a residência e o gabinete do deputado na Assembleia Legislativa fora, alvos de busca e apreensão. 

Conforme a Polícia Federal, o deputado deixou o seu apartamento antes das seis da manhã, ainda de pijama e sob posse de uma maleta presa. O episódio foi registrado pelos agentes o que resultou na decretação da prisão preventiva do deputado no último dia 15. Isto porque, o fato levantou a suspeita de que estivesse obstruindo a investigação. 

Desde que está detido ele já recebeu a visita da esposa, Anglisey Volcov, e dos deputados Allan Kardec (PT) e Mauro Savi (PSB).

 

 



Fonte: KAMILA ARRUDA Diário de Cuiabá



Compartilhe essa notícia



Comentários ( 0 )

Notícia sem comentários.
Faça seu comentário agora.
 
Sua empresa ainda não tem site? clique aqui